Natura: Análise fundamentalista de 2009 até 2021

A Natura é a maior empresa brasileira do setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos desde a produção até a venda direta desses produtos. Além da liderança no setor, a companhia se destaca pela inovação e pelos padrões de governança, que associam crescimento econômico à produção do bem estar social e ambiental. A empresa tem sede em Cajamar, no estado de São Paulo, e atualmente atua em 7 países, com forte presença na América Latina.

Uma marca 100% brasileira que nasceu da paixão pela cosmética e pelas relações. Estamos presentes em sete países da América Latina e na França, e somos a indústria líder no mercado brasileiro de cosméticos, fragrâncias, higiene pessoal e venda direta.
Em 2018 a empresa anunciou na quinta-feira (7) que concluiu a compra da marca britânica de cosméticos The Body Shop, em um negócio estimado em € 1 bilhão, em 2020 adquire a marca AVON americana com mais de 130 anos de existência pelo valor de U$ 2 bilhões de dólares e se torna a QUARTA MAIOR EMPRESA DE BELEZA do MUNDO.
Nota: Neste trabalho estritamente acadêmico, procuramos a partir dos demonstrativos financeiros publicados pela empresa aos órgãos regulamentadores do mercado de capitais (CVM) em efetuar uma análise fundamentalista utilizando indicadores da gestão financeira e econômica; no sentido de testar a aplicabilidade dos indicadores de finanças amplamente difundidos por autores de renomes nacionais e mundiais na análise do desempenho empresarial; permitindo assim, julgamentos sobre o aspecto estritamente financeira e que agregado ao planejamento estratégico poderá contribuir para análise em diversos sentidos.

 

Considerando o cálculo do VALOR da ação através da metodologia do EVA chegamos num valor de R$ 24,34 semelhante ao VALOR da ação da BOVESPA de R$ 25,43.

Um bom estudo

Prof. Alexandre Wander

Leia mais

Mais lidas

Últimos conteúdos