Natura: resultado do 3TRI2018: Crescimento de dois dígitos da receita e EBITDA ajustado; lucro líquido mais que dobra em relação ao 3TRI2017

O grupo Natura vem dando certo e as marcas  Natura, The Body Shop e Aesop apresentou um forte desempenho no acumulado de 2018.

Crescimento de dois dígitos na receita líquida do 3T18: R$3.241,9 milhões, alta de 37,1% em bases reportadas1. Na análise pró-forma2 em BRL, o crescimento consolidado foi de 16,6%3 (9,1% em moeda constante). Nos 9M18, a receita líquida reportada cresceu 48,1%, atingindo R$9.062,0 milhões, enquanto o crescimento pró-forma foi de 13,7%³ em BRL (8,2% em moeda constante):

Sólido aumento do EBITDA consolidado. EBITDA reportado¹ de R$478,8 milhões no 3T18, alta de 7,2%. Excluindo os efeitos da hiperinflação na Argentina e outros efeitos no Brasil, além dos custos de transformação da The Body Shop, o EBITDA ajustado5 e pró-forma no 3T18 foi de R$496,6 milhões, uma forte alta de 33,7% vs. 3T17. Nos 9M18, o EBITDA reportado foi de R$1.132,1 milhões, +1,7%, enquanto o EBITDA ajustado pró-forma totalizou R$1.187,5 milhões, aumento de 29,1%:

Lucro líquido consolidado mais que dobrou. O lucro líquido reportado no trimestre foi de R$132,8 milhões, comparado a R$ 61,0 milhões no 3T17, +118%, impulsionado pelo crescimento de EBITDA e menores despesas financeiras. Este forte resultado foi alcançado mesmo diante dos efeitos hiperinflacionários na Argentina e custos de transformação da The Body Shop. O lucro operacional ajustado (vide página 7) cresceu 10,2% em bases pró-forma no 3T18, somando R$326,6 milhões, e foi 30,4% maior nos 9M18, atingindo R$754,1 milhões.

Liquidez: A empresa fechou o acumulado de 2018 com um índice de liquidez corrente de 1,59 a liquidez seca de 1,17 e a imediata de 0,46 e a rentabilidade do patrimônio líquido de 7,55% decorrente de um giro de 0,61 uma lucratividade de 2,09% e uma alavancagem de 5,92.

Um bom estudo

prof. Alexandre Wander

abaixo relatório da empresa

649992

 

Leia mais

Mais lidas

Últimos conteúdos