EVA na COLA COLA: Um modelo de Gestão baseada em valor

Qual é a maior criadora de riqueza da América? De acordo com um recente artigo da fortune, a vencedora é a Coca-Cola. Os investidores confiaram $ 10,8 bilhões aos administradores da Coke, os quais fizeram com os o investimento crescesse para $ 135,7 bilhões. A diferença entre o valor de mercado de $ 135,7 bilhões e os $ 10,8 bilhões que os investidores forneceram a Coke é chamado de Valor de Mercado adicionado (market value added), ou MVA. Assim, desde o inicio da empresa, os administradores da Coke adicionaram uma quantia estonteante de $124,9 bilhões a riqueza de seus acionistas. A General Eletric, a Microsoft Intel e a Merch são as seguintes na lista da Fortune como criadora de MVA.

Existe alguma forma de selecionar uma empresa hoje, que no futuro, seja provável criadora de uma riqueza superior? A Fortune publicou que Steven Einhorn, responsável pela pesquisa Goldman Sachs, junto com outros analistas, usam a ferramenta chamada Valor Econômico, para avaliar as empresas, enquanto que as empresas usam o EVA para medir o desempenho e determinar bonificações para a administração.

O que é o EVA exatamente? Desenvolvido pela empresa de consultoria Stern Stewart & Company, o EVA é designado para medir a verdadeira lucratividade da empresa para um dado ano e é calculado deduzindo-se, dos lucros operacionais após impostos, o custo anual de todo o capital que a empresa usa.

A idéia do EVA é simples – as empresas são realmente lucrativas e criam valor somente se seus lucros excedem o custo de todo o capital que usam para financiar suas operações. A medida de desempenho convencional, o lucro líquido considera os custos da dívida que aparece nas demonstrações financeiras como despesa de juros, mas não reflete o custo do capital próprio. Portanto, uma empresa pode reportar um lucro líquido positivo, mas ainda não ser lucrativos no sentido econômico se seus lucros forem menores que o custo de capital próprio. O EVA corrige esta imperfeição ao reconhecer que para medir apropriadamente o desempenho de uma empresa é necessário considerar o custo do capital próprio.

Os administradores criam EVA por meio do desenvolvimento, implementação e manutenção de projetos que geram retornos maiores que seus custos de capital. Em média, os projetos da Coke renderam 36% os quais ultrapassaram imensamente seus 9,7% de custo de capital. Como resultado, a Coke teve um EVA de $2,4 bilhões, o que é fantástico. Por outro lado, o projeto da RJR Nabisco lucrou, em média, um fraco retorno de 6,2%, muito menos que seu custo de capital, de 9,8%, de forma que seu EVA foi negativo em $1,2 bilhão. O EVA representa o valor adicionado durante um único ano. O MVA representa o valor criado desde o inicio da empresa. Assim, há uma correlação óbvia entre EVA e MVA. Portanto, devido ao EVA negativo da RJR, não é surpresa que o MVA de seu período de vida foi negativo em $ 12,0 bilhões. Observe, entretanto, que o EVA para um dado ano poderia ser negativo, mas a empresa poderia ainda assim ter um MVA positivo, devido ao bom desempenho nos anos anteriores.

Fonte: TEITELBAUM, Richard. America’s greates wealth creators. Fortune, 265-276, 10 nov, 1997

Leia mais

Mais lidas

Últimos conteúdos